Lições Preciosas do Livro: ” Crianças Francesas não fazem manha”

Padrão

O que podemos aprender com as mães francesas

9788539004355

Lição 4: “Possible e Pas Possible”

“Ela diz que preciso tornar o meu “não” mais forte e realmente acreditar nele” (Pág. 208)

Você acredita no ´não’ que diz ao seu filho, acreditando que ele irá obedecer imediatamente? Ou no fundo pensa: “ele não vai dar a mínima!”? O grande desafio das mães é tornar o seu “não” convincente, e não significa que eles serão mais altos ou histéricos, mas acreditar que seu filho realmente irá ouvi-lo.

O SEGREDO: o TOM de voz. REPETIÇÃO das palavras e regras. Muita ATENÇÃO para os filhos.

NA PRÁTICA:

1)      Educar os filhos para obedecerem à autoridade dos pais é sempre um trabalho e desenvolvimento, e ás vezes, você precisa mudar a forma de fazer isso de acordo com as necessidades;

2)      Elimine os comportamentos inaceitáveis sem recorrer ao poder. Como? Não ostentando autoridade. Mas dividir o “poder” com uma criança não existe na França;

3)       Se der escolhas demais, a criança se sentirá insegura. Seja firme nas suas decisões;

4)      Lembre-se que nem sempre fazemos o que gostamos ou o que queremos. Este é um princípio básico da vida;

5)      Ter uma mãe/pai confiante, deixa uma criança segura;

6)      Converse bastante sobre disciplina e limites, sempre com exemplos claros;

7)      Desde bebês, devem ser tratados com muita educação: palavras como “por favor”, “por gentileza”, “muito obrigado”;

8)      O sistema francês de educação define os “direitos” que todos temos. Então, ao invés de usar: “não bata” use “você não tem o direito de bater” e da mesma forma o contrário: “você” tem direito de ser tratado com respeito e carinho;

9)       Outro sistema é usar a frase “eu não concordo”.  Não concordo é mais do que um “não” dos pais, estabelece o adulto com outra visão e mente, que a criança aprende a considerar e dá a criança a possibilidade de ter o seu próprio ponto de vista sobre as discordâncias, podendo decidir fazer o contrário (ex: jogar ervilhas no chão);

10)   Orientar sempre as crianças: “faça isso com calma”, “você vai conseguir”, usando pequenos gestos e regras gentis que orientam a auxiliam a criança no seu aprendizado (ou micro gerenciamento de suas vidinhas);

11)   Escute e converse com a sua criança o tempo todo (conversem como “iguais”, sempre explicando a razão das coisas);

12)   Respeitando limites as crianças desenvolvem o autocontrole;

13)   Estabeleça um respeito mútuo (a cumplicidade) entre você e seus filhos;

14)   Equilibre a cumplicidade com a autoridade;

15)   Dê apenas as regras essenciais para a segurança dela. Ademais, deixe ela ser livre e desfrutar desta liberdade;

16)   Não se chateie com pequenas desobediências, ou o que os franceses chamam de bêtises, encarando como algo natural de ser criança;

17)   Estabeleça um lugar da casa (geralmente o quarto da criança) como um espaço dela, respeitado pelos pais e onde ela tenha liberdade sobre ele;

18)   Para os pais terem autoridade, é preciso dizer “sim” quase o tempo todo, pois se sempre diz “não” se torna autoritário;

19)   Ensine a criança a “pedir” antes de fazer alguma coisa;

20)   Se tudo é feito “certo” em algum momento a criança pode escolher desobedecer. A submissão deprecia. Treinar a obediência permite que a criança cresça;

21)   Dar um tempo para a criança é respeitoso com ela. Dar tempo dela responder. E agradeça depois por isso. Uma atmosfera de muitas palavras, muito tempo, muita paciência e muito reconhecimento pela decisão da criança em “obedecer”;

22)   A birra muitas vezes é simplesmente a forma da criança se comunicar e expressar o que deseja.

Por Simone De Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s