Quanto tempo o bebê deve sugar em cada mama?

Padrão

É uma pena que, em dias onde é possível se beneficiar de um imenso movimento pró-aleitamento materno, ainda há profissionais de saúde que orientam mamadas limitadas. A grande maioria das mamães sabe muito pouco sobre a prática da amamentação e, por este motivo, acaba seguindo sugestões de médicos, enfermeiros e outras pessoas que se dispõem a ajudar. Não estou julgando as mamães e sei que, por vezes, este é o mínimo que se pode fazer. Já vivenciei (e ainda estou vivenciando) uma situação como esta com a minha filha, por conta de suas muitas alergias. Estou julgando alguns profissionais de saúde pela falta de interesse de buscar informações em livros e artigos científicos, os quais existem para que tenhamos contato com os mais novos achados acerca de qualquer área, diagnósticos, tecnologias, intervenções, etc. Estou julgando alguns gestores de grandes maternidades por não incentivarem, e coordenarem, a reciclagem de profissionais que atuam diretamente na assistência à gestante e nutriz. Estou julgando aqueles que marginalizam a amamentação durante os dias em que o binômio mãe-bebê permanece internado. Julgo algumas enfermeiras obstetras que nem ao menos sabem avaliar/orientar a “pega” do bebê, incitando dificuldades que podem se estender por dias e favorecer o desmame precoce. Não surpreende o fato de existir tantas mamães sofrendo com o manejo da amamentação.

Não sou perfeita – longe de mim demonstrar prepotência – mas fundamento meu trabalho nas evidências científicas. A palavra JULGAR pode não soar bem, mas tem apenas a intenção de alertar para a necessidade de mais algumas modificações em favor do aleitamento materno. Não seria excelente se todas as gestantes recebessem informações adequadas sobre amamentação durante toda a gravidez? E se as primeiras mamadas do bebê fossem não apenas orientadas, mas principalmente acompanhadas? Você tem idéia de quantos problemas poderíamos prevenir apenas com estas duas ações? 

As mamadas devem acontecer em livre demanda (sempre que o bebê quiser) e pelo tempo que o bebê quiser. O leite materno tem composição diferente em uma mesma mamada, a saber:

1ª fase – O leite é mais “aguado”, transparente e tem maior concentração de água para que possa saciar a sede do bebê.  

2ª fase – O leite começa a ter uma aparência mais esbranquiçada e há predominância de proteínas, necessárias para o desenvolvimento do organismo do bebê

3ª fase – O leite é mais “forte”, branco e há predominância de gordura, necessária para a saciedade e ganho de peso. 

Na tentativa de tornar a explicação mais didática, alguns profissionais falam em leite anterior (1ª e 2ª fase) eo leite posterior (3ª fase), como mostra a imagem retirada dohttp://amamentartudodebom.blogspot.com . 

 

Sabendo disso, e lembrando que cada bebê tem seu próprio padrão de sucção, me responda: Como é que você sabe que o seu bebê vai mamar as três fases em 15 minutos? Algumas pacientes deixam a maternidade orientadas a oferecer cada mama por 15 minutos, tendo como consequência:

1-      O bebê pode não ter ganho de peso satisfatório;

2-      O bebê pode querer mamar com mais frequência – a cada 30 minutos, por exemplo;

3-      O bebê pode terminar a mamada e se mostrar saciado;

4-      O bebê faz pouco xixi;

5-      A coloração das fezes não acompanha os padrões de normalidade;

6-      Pelo aumento da demanda as mamas podem ganhar algumas lesões;

7-      Bebê parece sempre estar com fome e irritado – A pega pode não ser perfeita quando o bebê está estressado;

8-      Por não esvaziar completamente as mamas, a produção de leite pode ficar comprometida – hipogalactia;

9-      Não esgotar as mamas favorece o aparecimento de problemas como ingurgitamento e bloqueio de ductos;

10-    Outros problemas físicos e emocionais…

Neste sentido mamãe, deixe o bebê sugar o tempo que ele desejar, até que se sinta saciado. Você vai sentir sua mama mais flácida, diferente de quando o bebê começou a mamar. Mesmo que ele tenha parado de sugar, ofereça a outra mama e inicie a próxima mamada pela que ele sugou por último, para garantir que o bebê recebaas três fases completas, em todas as mamadas.

Esqueça o relógio, curta a amamentação, preste atenção na dinâmica entre você e seu bebê…estude as respostas de seu próprio corpo para os estímulos da sucção. Mais uma vez, eu grito: VÁ EM BUSCA DE INFORMAÇÃO , ESTUDE!…E, então, esteja pronta para ponderar tudo que escuta e lê. 

 

Grasielly Mariano – Enfermeira e Consultora em Amamentação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s