Maternagem Noturna

Padrão

Adaptado de “31 maneiras de fazer seu bebê dormir e permanecer dormindo tranquilamente”, de www.askdrsears.com.

  1. Desenvolva uma atitude realista sobre os cuidados noturnos. Dormir é como comer, não é um estado que você pode forçar seu bebê. A melhor coisa a se fazer, é criar um ambiente seguro que permita o bebê dormir. Uma meta realista em longo prazo ajudará seu bebê a desenvolver uma atitude saudável em relação ao sono, e que dormir é um estado agradável e seguro para permanecer nele. Assim como o cuidado diurno é uma inversão em longo prazo, da mesma forma o cuidado noturno. Ensine ao seu bebê uma atitude de descanso enquanto ainda é pequeno e tanto você quanto seu bebê dormirá melhor quando for mais velho;
  2. Cuidado com os treinamentos do sono. Desde que os livros começaram a abordar a Maternagem para bebês, promovendo fórmulas mágicas que prometem fazer bebês dormirem a noite toda – a um determinado preço e risco.  A maioria destas técnicas e treinamentos são apenas variações do velho método de deixar chorar. E a tecnologia tem encontrado o seu caminho no cuidado noturno do bebê para proporcionar aos cansados pais uma variedade de acessórios para indução do sono, projetados para acalmar o bebê a dormir sozinho em sua própria cama: berços oscilantes, berços que vibram imitando um carro ou ursos de pelúcia que “respiram”. Todos prometem substituir os pais à noite. Use o bom senso antes de usar qualquer método para fazer o seu bebê dormir. Antes de intentar um método para induzir o sono, seja você o seu juiz. Execute mentalmente estes programas para você mesmo através de sua sensibilidade interior antes de experimentá-los com seu bebê, especialmente quando se tratar de deixá-lo chorar sozinho. Este conselho parece sensato? Ele se ajusta ao temperamento do seu bebê? Ele se sente bem? Parece correto? ;
  3. Na realidade, treinar seu bebê parece muito libertador, mas é um ganho em curto prazo, em troca de uma perda em longo prazo. Você perde a oportunidade de conhecer e se tornar um especialista do seu bebê. E seu bebê perde a oportunidade de criar um clima de confiança com seus cuidados. Você deixa de valorizar suas próprias chaves biológicas, seu instinto, seu julgamento, substituindo-os, seguindo a mensagem de alguém que não tem vinculação biológica, nenhum apego, nenhum investimento em seu bebê;
  4. Seja flexível. Nenhuma abordagem irá funcionar com todos os bebês o tempo todo ou sempre com o mesmo bebê. Não insista em um experimento que falhou. Se o “programa do sono” não está funcionando para sua família, descarte-o. Desenvolve um estilo de maternagem noturna que funcione para você. Os bebês têm diferentes temperamentos noturnos e as famílias variados estilos de vida. Continue trabalhando em um estilo de maternagem noturna que se ajuste ao temperamento do seu bebê e ao seu próprio estilo de vida. Se estiver funcionando, permaneça nele. Se não, permaneça aberto a outros estilos de maternagem noturna. E, estar preparado para que um estilo de maternagem noturna funcione em uma etapa da vida do bebê, mas que seja necessário um ajuste quando ele entrar em outra fase. Esteja aberto para experimentar diferentes abordagens da maternidade noturna. Siga o seu coração, em lugar dos conselhos de treinamento do sono de alguém estranho, e você e se bebê irão desenvolver o estilo correto de maternagem noturna para sua família;
  5. Decida aonde seu bebê dorme melhor. Não existe lugar certo ou errado para o seu bebê dormir. Desde que todos os membros da família durmam bem, será o arranjo adequado para você e seu bebê. Alguns bebês dormem melhor em suas próprias camas nos seu quarto, alguns dormem melhor no seu próprio berço no quarto dos pais, outros bebês dormem melhor aconchegados ao lado de sua mãe na cama de seus pais. Muitos preferem a Cama Compartilhada. Sendo realistas, a maioria dos pais utilizam diversos arranjos para dormir, em diversos estágios, durante os primeiros dois anos de vida do bebê. Esteja aberto á mudanças de estilo assim como as necessidades do desenvolvimento do bebê e nas mudanças da situação familiar;
  6. O sono não é um estado que você pode forçar o seu bebê. O sonho deverá acontecer naturalmente para seu bebê. Seu papel durante a maternagem noturna é estabelecer condições que tornar atrativa a hora de dormir e apresentar evidências que sugerem ao bebê que é esperado que ele durma. O que funciona em uma semana, pode não funcionar na outra;
  7.  Acostume o seu bebê á uma variedade de associações com o sono. A forma que um bebê vai dormir à noite é a forma que ele espera voltar a dormir quando acordou. Então, se seu filho é sempre balançado ou amamentado para dormir, vai esperar ser balançado e amamentado para voltar a dormir. Às vezes, amamentá-lo para dormir, ás vezes produzir sons orais para dormir, ás vezes cantarolar, ou usar gravações, e revezar com seu cônjuge para leva-lo à cama;
  8. Mimos Diurnos. Passar o dia tranquilo é provável que leve a uma noite de descanso. Quanto mais apegada estiver ao seu bebê durante o dia, e quanto mais ele for abraçado e reconfortado, maiores são as possibilidades para que esta tranquilidade seja transferida para a noite. Se o seu bebê passa a noite inquieto, faça um inventário de circunstâncias perturbadoras que possam ter acontecido durante o dia: Você estava sobrecarregada? Os serviços de cuidados com o seu bebê são favoráveis para o seu bebê? Seu bebê passa muito tempo nos braços de um cuidador afetuoso, ou é um bebê que permanece muito tempo no berço a maior parte do dia? Observou-se que bebês que são carregados nos slings várias horas no dia se comportam melhor à noite. Carregar e cuidar de um bebê lactente durante o dia o tranquiliza e garante um comportamento de maior descanso á noite;
  9. Estabeleça rotinas de cochilos consistentes e previsíveis. Escolha a hora do dia em que você está mais cansada, por exemplo, entre as 11 e as 16 horas. Deite-se com seu bebê agora todos os dias por cerca de uma semana para que ele se acostume a uma rotina de sonecas durante o dia. Isso também a obriga a estabelecer um tempo muito necessário de descanso durante o dia, ao invés de ser tentada a finalmente “fazer algo”, enquanto o bebê cochila. Bebês quem têm rotinas consistentes durante o dia são mais propensos a estender seu sono à noite;
  10. Estabeleça horários e rituais para a hora de dormir. Os bebês que desfrutam de horários consistentes e rituais familiares para dormir, geralmente, dormem mais facilmente e permanecem dormindo por mais tempo. Entretanto, devido ao estilo de vida moderno, horários regrados para dormir cedo não são tão comuns, nem realistas, como deveria ser. Os pais ocupados, muita vezes não chegam em casa antes das seis ou sete da noite, por isso é comum que bebês com mais idade e crianças pequenas deixem para mais tarde o ritual da hora do sono.  Este é o tempo que passam com seus pais e irão aproveitá-lo o máximo possível. Em algumas famílias, o cochilo à tarde e ir para a cama à noite é mais prático. Os rituais familiares estabelecidos para o sono preparam o bebê para dormir. A sequência de um banho quente, do ninar, do balanço, da amamentação, das canções de ninar, faz o bebê pressentir que o sono está chegando. Aproveite o início do desenvolvimento da primeira infância: os padrões de associação. O desenvolvimento do cérebro do seu bebê é como um computador, que armazenam milhares de sequências que se tornam padrões. Quando o bebê se encaixa na primeira parte do ritual de dormir, está programado para toda a sequência, que resulta em terminar dormindo;

11.  Acalme-se. De um banho quente no bebê, seguido de uma massagem relaxante (Shantala) para relaxar os músculos tensos e a mente ocupada. Tenha cuidado, porém, porque isso pode estimular alguns bebês;

12.  Satisfaça o seu bebê durante o dia. Os bebês precisam saber que durante o dia é para comer e a noite principalmente para dormir. Alguns bebês mais velhos e crianças estão tão ocupados jogando durante o dia que se esquece de comer e o fazem durante a noite, acordando com frequência para se alimentar. Para reverter esse hábito, alimente o seu bebê pelo menos a cada três horas durante o dia para agrupar sua alimentação durante as horas de vigília. Às vezes, o bebê pode tentar uma alimentação completa a primeira vez que acordar á noite, no entanto, alguns bebês, lactentes, especialmente amamentadas, adquirir o hábito de (sugar) o peito a noite toda;

13.  Vestir-se para a ocasião. Experimente diferentes maneiras de vestir o seu bebê à noite. Nos primeiros meses, muitos bebês gostam de dormir “apertados” bem enrolados em uma manta de algodão para bebê. Lactentes de mais idade gostam de estilo “solto” para dormir, e podem estender seu horário mais tempo usando roupas soltas que permitem mais liberdade de movimento. Muitas vezes, vestir o seu bebê com roupas confortáveis durante o dia, e mais ajustadas durante a noite, são condições para que o bebê possa associar o sono com o a roupa ajustada. Um bebê que sente muito calor ou muito frio, pode não conseguir dormir bem. Ajustar as camadas de roupas de acordo coma temperatura do ambiente e dos hábitos de sono do seu bebê. Os bebês propensos alergias dormem melhor usando pijama de algodão 100%;

14.  Sons para dormir. Sons repetitivos, quase monótonos para ajudar a acalmar um bebê para dormir, são conhecidos como o “ruído branco”, semelhantes aos sons de um ventilador, ar condicionado, ou até mesmo gravações dos ruídos do útero ou até mesmo o ruído de um aspirador de pó. Além disso, tente executar o som da água de uma torneira aberta, ou de um chuveiro próximo, um aquário borbulhante, um relógio marcando o tempo em tom alto, ou um metrônomo (que mede o tempo musical) em 60 batidas por minuto. Estes sons que induzem o bebê a dormir, lembram os sons que estavam acostumados a escutar no útero;

15.  Deixe um pouco da mãe. Se você tem um bebê com separação sensível, deixar uma fralda com um pouco do seu leite embebido ou gravar um vídeo de si mesma cantando canções de ninar;

16.  Quando o bebê despertar, desenvolva uma maternagem noturna que respeite a necessidade da criança de confiança e conforto durante a noite, além da necessidade de voltar a dormir rapidamente tanto do bebê quanto dos pais. Enquanto alguns bebês se auto reconfortam e são capazes de acalmar-se rapidamente sem ajuda externa, outros (especialmente bebês com personalidades mais persistentes) necessitam de uma mão (ou peito, ou qualquer ferramenta que você possa fazer uso às 3 da manhã);

17.  Conceda ao seu parceiro a honra de participar da educação dos seus filhos à noite. É importante que o bebê se acostume com a forma que seu pai usa para confortá-lo e levá-lo para a cama (ou restaurar o sono) em seus braços, de modo que a mãe não se sobrecarregue. O envolvimento dos pais na maternagem noturna dos filhos especialmente á noite é importante para a amamentação de um bebê se dar ao luxo de assumir que a “sala de jantar” da mãe está aberta a noite toda.

“As ferramentas acima não só ajudarão no seu objetivo em curto prazo do seu bebê dormir, mas, o mais importante, criar uma atitude saudável de sono que durará uma vida inteira. Um bebê que goza deste estilo de Maternagem Noturna aprende a estabelecer uma atitude saudável e o sono é um estado agradável para se permanecer. Esta é a chave da Maternagem Noturna de crianças”.

 

Artigo completo em: http://www.askdrsears.com/html/7/T070300.asp

FONTE: http://cozybebe.blogspot.com.br/2008/07/ser-padres-durante-las-noches.html

Tradução: Simone De Carvalho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s