O que é Relactação?

Padrão

Relactação é um termo utilizado para a mulher que já esteve grávida em algum momento da vida e quer voltar a amamentar um bebê, seja ele biológico ou não. Isso mesmo! É a engenharia perfeita do corpo humano atuando em favor da alimentação natural.

       Estudos mostram que a relactação ganhou força em situações de catástrofes, salvando vidas de muitas crianças que ficaram órfãs após a II Guerra Mundial, as quais eram amamentadas por outras mulheres, sendo uma fonte segura de alimento. Nos dias de hoje a técnica é amplamente empregada em comunidades pobres da Àfrica e da Índia.  Há relatos de que em tribos africanas, em 1909, as avós relactavam para amamentar seus netos por tradição cultural.
        As indicações são muitas, mas no Canadá e no Brasil tem ajudado mamães nas seguintes situações:
–  Aquelas que não puderam amamentar seus bebês logo após o nascimento, por internações maternas ou do bebê.
– Bebês com  alergias alimentares após desmame precoce, como por exemplo, a alergia ao leite de vaca.
– Mamães que apresentam alguns casos de hipogalactia, que é a diminuição da produção de leite materno.
– Diante das dificuldades iniciais da amamentação, algumas mamães desmamam seus bebês por falta de orientação profissional, desmotivação e influência de terceiros, mas podem ser beneficiadas com a relactação.
A técnica é muito simples e pode ser conduzida por um profissional de saúde com sólidos conhecimentos em aleitamento materno: Uma sonda nasogástrica nº4 tem suas pontas cortadas e aparadas. Uma das extremidades é afixada com fita hipoalergênica junto ao mamilo e a outra é mergulhada em um recipiente com leite humano, que pode ser conseguido em um banco de leite ( Maurício, em muitos casos utilizamos fórmula infantil, devido as dificuldades de conseguir leite humano através dos bancos. Entretanto, é um curto período até que a nutriz produza uma quantidade satisfatória de leite materno. Não podemos colocar no texto que o alimento artificial pode ser utilizado ao iniciar a técnica…então deixe apenas o leite humano, de um BLH, ok). Ao sugar, o bebê recebe o alimento através da sonda, ao mesmo tempo que estimula a produção dos hormônios hipofisários, prolactina (responsável pela produção de leite) e a ocitocina (responsável pela ejeção do leite). O interessante é que o bebê não desiste de sugar o seio porque recebe dele o leite para saciar suas necessidades, ainda que não seja inteiramente o leite de sua mãe.
      Para que as etapas sejam bem sucedidas, é essencial o acompanhamento de um profissional, além de muita motivação materna e envolvimento familiar. A mamãe deverá estar disponível para as mamadas que deverão ocorrer sob livre demanda ou no máximo a cada duas horas, inclusive no período noturno, onde a secreção de prolactina é mais acentuada. Além disso, o profissional deve cercar todos os fatores de risco que podem levar o processo ao fracasso, através de estratégias pontuais e preparo do ambiente para que a mamãe não fique ansiosa ou viva situação de forte estresse.
       A boa notícia é que os resultados podem aparecer em uma semana, podendo levar entre 15 e 45 dias para que a produção de leite se restabeleça por completo. Vale ressaltar que apesar de 84,8% das mulheres conseguirem relactar, deve-se considerar que quanto mais jovem for a criança, mais fácil será para fazer com que ela volte a mamar, por não ter tido contato prolongado com bicos artificiais e outros alimentos. Além disso, estudos mostram que relactar é mais fácil quando o intervalo entre o parto e o início da relactação é menor do que seis meses. O fator mais expressivo é a correta estimulação das mamas, acompanhado por apoio profissional, desejo e idade do bebê, apoio familiar e motivação materna.
Por Grasielly Mariano
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s